Shows fazem parte da programação do Dia da Consciência Negra em Santo André

No Paço Municipal, Banda Lira abre atrações musicais que serão encerradas pela cantora Eliana de Lima e dona Ivone Lara

Durante todo novembro, a Prefeitura de Santo André realizará dezenas de atividades para comemorar o Mês da Consciência Negra. Com o título A Década dos Povos Afro-Brasileiros, Nós Temos um Sonho: Brasil sem Racismo, a iniciativa reúne série de atividades culturais e musicais, além de ato inter-religioso. Nesta quarta-feira (20), data oficial da celebração, haverá programação a partir das 10h, no Paço Municipal. As cantoras Eliana de Lima e Dona Ivone Lara fecharão a festa.

“Os fatos históricos registram e comprovam a árdua trajetória de luta do negro que, infelizmente, ainda não acabou. A programação, encabeçada pelo Departamento de Humanidades da Administração andreense, também aproveita para destacar o papel das políticas públicas que podem ajudar, principalmente, na conquista do respeito e igualdade de oportunidades”, define o assessor de Políticas Públicas para a Igualdade Racial, Gilberto Carlos Emiliano. 
A programação incluirá apresentações da Banda Lira (10h), Camerata dos Afrodescendentes (10h40), ato inter-religioso (11h), Candonblack (12h), Oitava Nota (13h), Negra Dja (14h), Ba kimbuta (15h30), Léia Ferrier e Banda (17h), ato solene com homenagem e entrega de diplomas aos maestros negros (17h30), Eliana de Lima (18h30) e Dona Ivone Lara (20h).

Exposição de fotos – Nesta segunda-feira (18), quem passou pelo térreo 1 do prédio do Executivo prestigiou painéis de fotos – que ficarão expostas durante 15 dias. São 30 fotografias de negros trabalhadores do ABC e que exercem funções distintas. O objetivo é mostrar que, cada vez mais, o negro está inserido na sociedade.
Vários secretários prestigiaram o ato singelo. O prefeito Carlos Grana lembrou que o Dia da Consciência Negra tornou-se feriado por lei municipal sancionada na gestão João Avamileno – atual secretário de Governo. “Muitas pessoas implicam com a data (20 de novembro), mas nós defendemos que este é o dia correto porque marca o aniversário de Zumbi, símbolo da resistência negra nos tempos da escravidão”, destacou.
A exposição é uma realização conjunta das Secretarias de Governo, Administração e Modernização e Comunicação.

SERVIÇO
‘A Década dos Povos Afro-Brasileiros, Nós Temos um Sonho: Brasil sem Racismo’
Data: nesta quarta-feira (20)
Horário: a partir das 10h
Local: Paço Municipal– Praça IV Centenário, s/nº – Centro