Difusão Editora comemora Mês da Enfermagem em grande estilo

A Difusão Editora, referência em publicações de obras e materiais didáticos na área da saúde, oferece diversos lançamentos neste mês especial para a Enfermagem

A profissão Enfermagem é uma das mais antigas entre as existentes, sendo reconhecida desde os tempos do Velho Testamento, onde aqueles que cuidavam de pessoas enfermas, principalmente idosos e deficientes, exerciam no padrão da época. A profissão passou por diversas fases, como evolução tecnológica, crises, desenvolvimento de práticas e técnicas. Por volta do século XVI, a Enfermagem começou a ser visualizada como uma atividade profissional institucionalizada, e por fim, no século XIX, passou a ser vista como no modelo que conhecemos hoje.

É impossível falar de Enfermagem e não relacionar os nomes de Florence Nightingale e Ana Néri. Florence, nascida em 12 de Maio de 1820 – data que posteriormente se tornaria o “Dia do Enfermeiro” – possuía inteligência incomum, era poliglota, determinada e lutava por seus propósitos; foi ela que fundou a Primeira Escola de Enfermagem, em 1889, no Hospital Saint Thomas. E Néri, nascida em 1813 na Bahia, desenvolveu sua vocação como enfermeira já na meia idade, quando decide acompanhar seus filhos na guerra para prestar serviços, sendo a primeira enfermeira voluntária do Brasil. Na data de sua morte, 20 de maio, comemora-se o dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem.

Os profissionais, estudantes e curiosos relacionados ao assunto não podem deixar de conferir “Enfermagem – História de uma profissão”, organizado por Maria Itayra Padilha, Miriam Borenstein e Iraci dos Santos, publicado pela Difusão Editora. A obra inter-relaciona a Enfermagem com questões políticas, geográficas, econômicas, religiosas, educacionais, sociais, culturais e de gênero, que marcaram a evolução da humanidade, vinculando o valor de cuidar de pessoas ao desenvolvimento do mundo como um todo.

A Difusão Editora, empresa que tem se firmado cada vez mais em publicações na área da saúde, oferece de tempos em tempos, novas publicações importantes e de leitura imprescindível para quem deseja manter-se atualizado na área. Não apoia e investe apenas em publicações, mas também, em eventos que visam ampliar o conhecimento geral e desenvolvimento de novas técnicas de ensino e incentivo aos profissionais e estudantes, como o II Simpósio “Era Digital: da formação a capacitação em Enfermagem”, em parceria com o Grupo de Estudos de Práticas de Educação e Tele-Enfermagem da Universidade de São Paulo (GEPETE- USP).

No evento, que ocorreu entre os dias 2 e 3 de maio na UNICID – Universidade Cidade de São Paulo, os profissionais e docentes participaram de palestras, talk show e oficinas. De acordo com a Diretora Executiva da Difusão Editora, Michelle Fernandes Aranha, trata-se de uma iniciativa do Projeto “Educação Facilitada para Todos”, que além de ampliar os livros publicados, pretende incentivar ações efetivas por parte da iniciativa privada para facilitação do processo de ensino e aprendizagem, contribuindo com a formação das futuras gerações que cuidarão da saúde dos brasileiros.

E para comemorar o Mês da Enfermagem, destacamos alguns lançamentos da Difusão Editora, nesse primeiro semestre, na área de Saúde.

“Enfermagem em Saúde Coletiva” – Luzia Fernandes Millão e Maria Renita Burg Figueiredo.

Nesta obra, as autoras pretendem realizar uma aproximação e discussão das práticas de saúde coletiva que se manifestam no cotidiano das unidades básicas, bem como situar a atuação da Enfermagem nesse espaço, construindo uma prática coerente com os princípios dos SUS, de acesso e universalidade, do direito à saúde, de equidade e integralidade. Este livro foi desenvolvido com o intuito de contribuir para o processo ensino-aprendizagem, seja na academia ou na prática, e objetiva também, o aperfeiçoamento profissional.

“Competências para ação educativa em saúde” – Valéria Marli Leonello e Maria Amélia de Campos Oliveira.

Com o objetivo de apresentar um perfil de competências para ação educativa de diferentes profissionais de saúde nos diversos níveis de atenção, em especial, de enfermeiras na Atenção Básica, o livro apresenta resultados de pesquisas de mestrado que foram realizadas com os diferentes sujeitos envolvidos na prática educativa, dentre eles, docentes e estudantes de Enfermagem, enfermeiros, gestores e usuários de serviços de saúde.

“Estomias intestinais – Da origem à readaptação – o impacto das mudanças e como enfrentá-las” – Ana Lúcia da Silva Helena Eri Shimizu.

Publicado em parceria com a Editora Senac Rio, o livro trata do impacto do estoma na vida das pessoas que passam a ser estomizados temporária ou definitivamente. Colaborar para a melhor compreensão dos componentes físicos, psicológicos, sociais e espirituais envolvidos no processo de adaptação do estomizado, permite um cuidado profissional de melhor qualidade e, consequentemente, a possibilidade de alcance de melhor qualidade de vida por parte do cliente – objetivos essenciais da assistência de enfermagem, especializada ou não.