Dicas para diminuir o incômodo dos gases

Dieta balanceada e medicações corretas podem ajudar

O assunto chega a ser vergonhoso para muitas pessoas, mas trata-se de uma questão de saúde e que, assim como todas, precisa de um tratamento específico. Comuns em todas as pessoas, os gases podem trazer problemas e desconfortos em determinadas situações. Acredita-se que um adulto normal produza diariamente cerca de 3 litros de gases, que são eliminados de 15 a 20 vezes por dia.

O problema acontece geralmente pela presença de carboidratos não digeridos no intestino, que acabam sendo fermentados pelas bactérias e gerando os gases. Apesar de um pouco constrangedor, esse processo é totalmente natural e contínuo. As quantidades excessivas estão relacionadas com a alimentação e com a quantidade de glúten ingerida.

As causas podem ser inúmeras, variando desde o pH da boca (que pode não digerir alguns alimentos nesse início da ingestão) até mesmo medicamentos que alterem a flora intestinal, como antibióticos e remédios para diabetes. Além disso, outros fatores podem agravar esse problema, como instabilidades emocionais e estresse. Por isso, vale a pena verificar os hábitos e a rotina antes de procurar um tratamento.

No caso de problemas mais persistentes e dores incômodas, o mais indicado é consultar um médico especialista. Em geral, é recomendado procurar clínicos gerais, gastroenterologistas, nutrólogos ou nutricionistas. A primeira recomendação geralmente envolve medicamentos, que conseguem mudar até mesmo a flora intestinal. Eles são facilmente encontrados em drogarias online, como esta aqui, não precisando nem mesmo sair de casa para comprá-los.

As alterações incluem ainda a reeducação alimentar, limitando ou restringindo a ingestão de alimentos que favorecem a formação de gases. A dieta deve ainda priorizar o consumo de certos alimentos, como grãos, feijão, lentilha, repolho e couve. Porém, eles precisam ser consumidos com cuidado, uma vez que possuem uma alta quantidade de fibras e aminoácidos, que fermentam mais facilmente e podem trazer um efeito reverso, provocando ainda mais gases.