Clínica Pediátrica do Hospital Mário Covas ganhará nova brinquedoteca

21

Com projeto da OAB de Santo André e apoio do Rotary Clube e Associação de Voluntários para o Combate ao Câncer do ABC, a brinquedoteca atenderá a milhares de crianças por ano. O equipamento será entregue no dia 10 com investimento estimado de R$ 60 mil.

Resultado de parceria entre a sociedade civil, voluntários e funcionários, será inaugurado, no dia 10 de outubro, às 10h, o Espaço Brinque Aqui no Hospital Estadual Mário Covas, para atender as crianças internadas. O projeto é resultado de parceria com a OAB de Santo André e tem apoio da Associação de Voluntários para o Combate ao Câncer – AVCC, do Rotary Clube e de  empresas do ABC.

O novo espaço foi planejado e estruturado para proporcionar um novo ambiente às crianças internadas na Clínica Pediátrica do Hospital, com o objetivo de contribuir para o bem-estar e recuperação dos pacientes. Em 2010, ficaram internadas na clínica 1.393 crianças e no primeiro semestre deste ano já foram atendidas 692, muitas das quais em tratamento oncológico e que permanecem internadas por mais tempo. O Hospital Estadual Mário Covas é administrado pela Fundação do ABC – Organização Social de Saúde.

Apoio foi fundamental

“Mais do que atender o que determina a legislação, a nossa preocupação em dotar o hospital de um novo espaço para as crianças em tratamento é a de auxiliar na recuperação  e amenizar os traumas psicológicos decorrentes dessa internação, proporcionando a elas um espaço, onde possam brincar espontaneamente”, afirma o superintendente do Hospital, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, ao destacar o apoio recebido da OAB, subseção de Santo André, e das empresas e instituições: “Essa união foi fundamental para  concretizar o projeto.

O presidente da OAB, Dr. Fábio Picarelli, conta que soube dessa necessidade por meio de contatos com a direção do Hospital: “O Hospital Mário Covas é referência em nossa região e a comunidade reconhece a seriedade no trato da saúde pública, condição que nos estimulou a colaborar com a instituição. Essa condição de eficiência e credibilidade do Hospital foi primordial para termos a adesão de empresas e também do Rotary Internacional para o projeto do Espaço Brinque Aqui”, destaca o presidente da OAB de Santo André.

 

Projeto prioriza mobilidade

A brinquedoteca ocupa uma área de 54 m2 integrada à clínica pediátrica. Foram criados espaços que remetem ao ambiente familiar e escolar. Para tanto o projeto desenvolvido pelo designer Cadu Bueno, do Grupo C&Z, priorizou a liberdade e mobilidade no espaço aliado a utilização de texturas e cores para criar um impacto visual para estimular a criatividade das crianças. “As instalações foram colocadas nas laterais, onde ficam as bancadas e armários para brinquedos, materiais e computadores. Dessa forma o espaço central será ocupado por pufs e estofados que oferecem a mobilidade necessárias para a alternância de atividades, explica Cadu Bueno, um dos apoiadores do projeto.

Os móveis, televisão de lcd 42”, DVD, piso e serviços de instalação  foram doados por particulares e  pelas empresas Todeschini,  TS Revestimentos, TarkettFADEMAC, Robplot, Cooper Screen e Galpão dos Estofados . A Todeschini também doou aparador e bancada para o Espaço Embeleze, onde é feito o corte de cabelo de pacientes do Hospital e de seus acompanhantes. A Net disponibilizou canais de desenhos e a Studio Personalize produziu as peças para divulgação e mídia. O investimento total é estimado em R$ 60 mil. 

 

Voluntárias e coordenação

O funcionamento e manutenção do Espaço Brinque Aqui também foram observados., destaca Vanice Pessoa,  representante do Hospital Mário Covas e responsável pela coordenação do projeto. Tratamos da disponibilização do espaço físico, recursos materiais e humanos, objetivos, planejamento de atividades e de funcionamento da brinquedoteca. As crianças poderão utilizar o espaço e serão acompanhadas por brinquedistas voluntárias da AVCC, que passaram por dois treinamentos, um com conteúdo genérico e outro específico para crianças doentes.

A presidente da AVCC, D. Clotilde Dib destaca a necessidade dos cursos para as voluntárias tendo em vista os aspectos especiais que envolvem o atendimento e desenvolvimento das atividades, entre eles a higiene e o acolhimento, essenciais para a recuperação das crianças.

Nos dois cursos, participaram 46 voluntários que irão se alternar no atendimento às crianças. D. Clotilde Dib enfatiza “que o pleno funcionamento da brinquedoteca é uma preocupação da Superintendência do Hospital e estamos empenhadas nessa importante tarefa”. Para ser voluntário, ela destaca que é preciso ter muita sensibilidade e amor para dedicar aos jovens: “Essa disposição para ajudar o próximo é essencial e a Associação está aberta para quem quiser participar”. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (11) 4123-2171.