Ateliê Experimental de Técnicas de Artes Gráficas é sucesso em São Caetano

*Da redação

Desde 14 de janeiro, a Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, por meio da Pinacoteca Municipal, está promovendo a oficina Ateliê Experimental de Técnicas de Artes Gráficas com o Mestre Impressor Roberto Gyarfi. A atividade segue até 15 de fevereiro, com encontros às terças, quintas e sábados, na Casa de Vidro.

O ministrante Roberto Gyarfi deu início à oficina com apresentações teóricas sobre as linguagens artísticas das técnicas gráficas. Na sequência, os alunos realizaram experimentações com tintas, carimbos, máscaras e outros materiais. Para começar a trabalhar com a técnica da litogravura (processo de impressão em pedra), todos os participantes prepararam suas pedras e definiram seus desenhos, com total liberdade de criação. Nesta semana, muitos estão finalizando seus trabalhos, que devem ser impressos nos próximos dias da oficina.

Os cerca de 25 participantes aprovaram esta ação da Fundação Pró-Memória. A ceramista Rosely Lumiko Ninomiya, moradora de São Caetano, está tendo seu primeiro contato com esta técnica da gravura. “Vim em busca de ideias que possam ser aproveitadas na cerâmica”. Segundo ela, a oficina é uma grande iniciativa na área de artes visuais: “Roberto Gyarfi é um nome de grande peso na área. Não pude deixar de participar. Oportunidades como esta são raras”.

 Edite de Andrade, professora aposentada e escultora, vem de São Paulo para participar do ateliê. “É a oficina mais interessante da qual participei”, elogia. Com emoção, a artista relatou que está realizando um sonho. “Há 16 anos eu estava produzindo uma litogravura, mas precisei interromper meu trabalho por conta de um problema na visão. Por meio desta oficina, estou tendo a oportunidade de retomar este trabalho e finalizar minha obra”.