Valor da passagem de ônibus não vai ter aumento em três cidades

São Caetano, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra decidiram manter os valores cobrados atualmente, de R$ 3,50 e R$ 3,40,

Os ônibus municipais que circulam em São Caetano, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra não sofrerão reajuste em 2016. Diferente das demais cidades da Região, os três municípios decidiram não aderir ao aumento de 8,6% nas passagens de ônibus. O cenário é oposto ao do início de 2015, quando as sete prefeituras decidiram em conjunto pelo reajuste.

A decisão foi confirmada nesta segunda-feira (11/01), após a primeira reunião mensal dos prefeitos no Consórcio Intermunicipal em 2016. O valor unitário continuará em R$ 3,50 em São Caetano e Ribeirão Pires e R$ 3,40 em Rio Grande da Serra. Nas demais cidades, enquanto isso, o usuário precisa desembolsar R$ 3,80 por trecho.

Prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, que passou o posto de presidente do Consórcio ao prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, argumentou que as diferentes realidades dentro da Região levaram às decisões individuais por parte dos Executivos.

“Achamos muito difícil seguir uma regra única já que cada cidade tem sua peculiaridade. Foi feita discussão individual com os municípios que mostraram custos envolvidos na operação de cada um. Existem vários fatores, infraestrutura, relevo, gratuidade. Tem município com 15 quilômetros quadrados, por exemplo, e outros, onde isso não representa nem um bairro”, exemplificou Maranhão.

O prefeito de São Caetano, Paulo Pinheiro, lembrou que, historicamente, a elevação nas passagens municipais acontecem a cada dois anos, o que justifica a manutenção dos valores atuais. “Em São Caetano o aumento foi feito a cada dois anos e foi dado aumento no ano passado. Não teria a necessidade de aplicar o reajuste, conseguimos manter o acordo de aplicar o aumento a cada dois anos.”

O último reajuste no ABCD aconteceu em janeiro de 2015, quando as linhas municipais passaram de R$ 3 para R$ 3,50. Na ocasião, foi implementado o passe livre escolar, válido de segunda a sexta-feira para alunos matriculados nas redes pública e particular de ensino.

Em dezembro do ano passado, empresas que prestam serviço na Região apresentaram pauta reivindicando novo reajuste. O aumento nos custos com combustível foi uma das justificativas para a elevação. Nas linhas intermunicipais, o aumento começou a valer no último sábado (09/01), junto com a Capital. Nos trólebus que circulam no corredor ABD, a passagem passou de R$ 3,70 para R$ 4.

Fonte: ABCD MAIOR