Tardes Musicais colocam vovôs e vovós para dançar todas as sextas em SBC

Encontros acontecem no Centro de Referência do Idoso, onde são oferecidas outras atividades para a terceira idade

Dia de colocar uma roupa bacana, o perfume preferido, ajeitar o cabelo, a maquiagem e se barbear. Não, não é a juventude se preparando para a ‘balada’. São vovôs e vovós que se encaminham para mais uma das “Tardes Musicais”, atividade oferecida no Centro de Referência do Idoso (CRI), da Prefeitura de São Bernardo. A iniciativa, que propicia lazer e entretenimento a pessoas acima de 60 anos, reúne todas as sextas-feiras cerca de 300 idosos.

O baile é animado pelos próprios participantes que possuem talento musical. Eles tocam e cantam músicas do passado dos mais variados gêneros, como samba, bolero e sertanejo. Um dos animadores é o cantor aposentado Cosmo Panta, 59, conhecido como Arquiteto e que também se apresenta em alguns bares da cidade.

Ex-metalúrgico e ex-dono de padaria, Arquiteto diz que gosta mesmo é de cantar. “Estou realizando um desejo de criança. Agora me sinto verdadeiramente feliz. Cantar faz bem para a alma da gente e dos outros. Ainda bem que existe esse espaço.”

O “Tardes Musicais” acontece todas as sextas-feiras, das 15h às 17h45, e o que não falta é animação e disposição. A aposentada Carmen Bosio, 79, que o diga. Frequenta o CRI há seis anos, desde que ficou viúva. Ela conta que reencontrou no espaço o ânimo para seguir em frente. “Fui casada 54 anos e tenho três filhos. Esses bailes servem como uma higiene mental. Para ficar em casa pensando nas doenças é melhor vir para cá dançar”, diverte-se.

O operador de máquinas aposentado José Marques Menezes, 76, costuma ir com a esposa. “A gente frequenta há uns quatro anos. Ainda bem que em São Bernardo a terceira idade tem esse espaço para se encontrar.”

Além dos bailes das sextas-feiras, Menezes já participou de algumas das 18 oficinas oferecidas pelo CRI, ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedesc). Ele e a esposa já fizeram yoga e dança de salão. “É um ótimo investimento para a gente e também para a Prefeitura, porque ajuda os idosos a se manterem saudáveis”, avalia.

Algumas das oficinas oferecidas no CRI são violão, piano, pintura em tecido, dança cigana, artesanato, informática, inglês e espanhol. O salão onde acontecem os eventos para a terceira idade fica no prédio da Sedesc (Avenida Redenção, 271, centro). Nas tardes de domingo, das 15h às 18h, acontecem no local os bailes da terceira idade.