Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio iniciada em 2015.
O dia 10 de setembro é o Dia Mundial de prevenção ao suicídio.
A campanha mundial surgiu em 1994 quando um jovem americano de apenas 17 anos, chamado Mike Emme, tirou a própria vida em seu Mustang 1968 amarelo. Seus amigos e familiares distribuíram no funeral cartões com fitas amarelas e mensagens de apoio para pessoas que estivessem enfrentando o mesmo desespero de Mike, e a mensagem foi se espalhando mundo afora.
No mundo, o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos e a sétima causa de morte de crianças entre 10 e 14 anos de idade. A OMS também afirma que o suicídio tem prevenção em 90% dos casos.
Devido à alta taxa de suicídio e os dados que apontam 90% de prevenção, corremos contra o tempo para que essa taxa diminua através do nosso esforço profissional, social e familiar.
Quebrar tabus ainda tem sido a maior dificuldade, cuja sociedade e entes queridos não sabem a importância do apoio e acolhimento necessário para designar a pessoa com depressão, ansiedade e outros transtornos que apresentam sintomas que a fazem planejar a própria morte.
Depressão não é frescura!
Ansiedade não é frescura!
Outros transtornos não são frescura!
Isso deve ficar claro para que o indivíduo que deseja suicidar-se opte pela vida e alcance o acolhimento necessário.
Pequenos hábitos e comportamentos intra familiares já ajudam grandemente na prevenção do suicídio, tenha consciência de que aquela pessoa que chora, se tranca no quarto, não quer companhia, não tem amigos ou não quer sair com eles, angustiada, sem vontade de realizar suas tarefas rotineiras básicas como, escovar os dentes, tomar banho e comer, está doente e não querendo chamar atenção.
Essa visão retrógrada de analisar esse fato com o julgamento negativo que o indivíduo doente está com preguiça ou querendo chamar atenção adoece ainda mais deve ser observado por outro âmbito, ou seja, através da compaixão, ajudando a salvar vidas e agirmos com a empatia de querer o bem do próximo.