Preço da cesta básica fica praticamente estável nesta semana

Elevação registrada foi de apenas 0,02%; dos 34 itens pesquisados, 17 registraram altas, 16 recuaram e apenas um se manteve com preço inalterado

Pesquisa elaborada pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) destaca que o custo médio da cesta básica fiou praticamente inalterado nesta semana na Região do Grande ABC, uma vez que o percentual registrado foi de apenas 0,02% superior ao levantamento anterior o que significa dizer que o custo adicional para os consumidores será de ínfimos R$ 0,11. Curiosamente, o equilíbrio também foi verificado na análise item a item, uma vez que, enquanto 17 registraram altas, 16 tiveram retração de preços e apenas um permaneceu inalterado.

Clique aqui e confira a pesquisa completa.

Na avaliação daqueles que apresentaram os maiores recuos, os destaques ficaram por conta dos quilos da cebola e do tomate com 19,44% e 10,22%, respectivamente, já em relação aos que mais subiram, os principais foram a unidade da alface com 16,20% e, o quilo da batata em outros 9,18%. Item importante na mesa dos brasileiros, o quilo do feijão carioca também representou alívio para o bolso nesta semana uma vez que o item recuou 5,84%.

“No caso da cebola, a avaliação que fazemos se baseia na safra paulista que é colhida neste momento e foi o responsável pelo barateamento de preços. Anteriormente, nós estávamos importando da Holanda e isso chegou a elevar o preço do item a R$ 7 o quilo. Em relação ao grão, depois de custar durante a maior parte deste ano na casa dos R$ 3 o quilo, vem recuando nas últimas semanas e hoje custa em média menos de R$ 2.50. Isso é resultado de uma boa colheita da safra de inverno”, explicou o engenheiro agrônomo da Craisa e responsável pelo levantamento, Fábio Vezzá de Benedetto. Ainda segundo o especialista, mesmo dependendo de irrigação durante uma época em que a estiagem costuma castigar as lavouras, ainda foi possível obter uma colheita satisfatória.

Já o único item a permanecer com custo inalterado nesta semana foi o pãozinho francês que tem preço médio de R$ 8,50 o quilo.