Polícia apreende 200 mil mídias piratas em Santo André

Durante operação, 15 pessoas foram detidas e autuadas por violação de direitos autorais


Quinze pessoas foram detidas em Santo André nesta quinta-feira (01/03) durante operação de combate a pirataria realizada pela Polícia Militar em parceria com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado). Até as 17h, foram apreendidas mais de 200 mil mídias, sendo 120 mil DVD, 48 mil CDs, 39 mil softwares, além de 4,5 mil maços de cigarro.

A polícia também localizou uma sala na rua General Glicério, no Centro, onde os produtos falsificados eram produzidos. “Neste local tinham encontrados 16 gravadores e três impressoras usadas para a fabricação de material irregular”, confirmou o capitão Luiz Roberto Moraes, comandante da Companhia de Força Tática do 41º Batalhão e porta voz da operação.

As apreensões também aconteceram na rua Campo Sales e Travessa Diana (Centro), avenida Dom Pedro I (Vila Luzita), rua dos Dominicanos (Jardim Santo André) e rua das Hortências (Vila Helena).

As nove mulheres e os seis homens detidos foram encaminhados para o 1º, 3º e 6º DP. Os envolvidos foram autuados por crime de violação de direitos autorais, delito que prevê pena de três meses a um ano de prisão em caso de condenação. Os acusados já foram liberados.

O planejamento da operação durou cerca de duas semanas e envolveu o setor de inteligência da PM em parceria com o Gaeco. “Para nós o saldo foi positivo, pois todos os locais que foram identificados durante o planejamento foram abordados e conseguimos localizar todo o material denunciado”, afirmou o capitão Moraes. Ao todo, 60 policiais militares e 15 viaturas participaram da ação.