Kit Merenda será entregue em casa. Confira quem pode receber o benefício.

A Prefeitura de São Bernardo do Campo inicia distribuição do “Merenda Solidária” a partir do dia 03 de abril de 2020. A medida contempla, com kits de alimentação, crianças matriculadas na rede municipal e que estão cadastradas no CadÚnico.

As regiões iniciais são o Pós-balsa, Areião, Jd.Represa, Pq. Los Angeles e Pq. Imigrantes.
O programa emergencial para conter à disseminação do novo Coronavírus (Covid-19) e que foi anunciado pelo prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, no último sábado (28/03), o Merenda Solidária vai iniciar, a partir desta sexta-feira (03/04), a distribuição de kits alimentares nas regiões do Pós-balsa, Areião, Jd.Represa, Pq. Los Angeles e Pq. Imigrantes.

Somente serão contempladas, neste primeiro momento, as crianças matriculadas na rede municipal de ensino e que cujas famílias estejam cadastradas no Cadúnico, destinado às pessoas em maior vulnerabilidade social.

Ao todo, 29 mil crianças serão beneficiadas na ação em quantidade alimentar durável por 14 dias.

Os alunos já estão devidamente identificados e seus responsáveis serão chamados, de maneira intercalada, por técnicos da Secretaria de Educação para as escolas correspondentes, entre 12h e 16h.

A logística foi organizada de forma a evitar qualquer tipo de aglomeração. Serão repassados 2.000 kits por dia nas demais regiões do município. Na segunda-feira (06/04), os locais a receber os alimentos são: Batistini, Alvarenga, Parque Esmeralda e Cooperativa.

Prefeitura de Santo André inicia entrega de kits do programa Merenda em Casa

A Prefeitura de Santo André começou também a entregar nesta quinta-feira (2) os kits do programa Merenda em Casa.

A medida visa garantir alimentação adequada às famílias dos estudantes da rede municipal durante o período em que as aulas estão suspensas devido à pandemia de Covid-19.

Anunciado pelo prefeito Paulo Serra no último sábado (28), o programa foi ampliado e irá beneficiar não somente os alunos das creches municipais, Cesas (Centros Educacionais de Santo André) e Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental), mas também estudantes da EJA (Educação de Jovens e Adultos) e das creches conveniadas.

Serão fornecidos kits de alimentos e de limpeza a cerca de 41 mil estudantes e suas famílias, sendo 2.700 alunos da EJA, 2.300 de creches conveniadas e 36 mil crianças com idade entre 0 e 10 anos da rede municipal de ensino.

“Ampliamos em 5.000 alunos o número de beneficiados pelo programa, pois é preciso garantir alimentação adequada para o maior número possível de munícipes. Com a quarentena, muitas famílias estão enfrentando dificuldades financeiras e precisamos ajudar quem mais precisa”, destacou o prefeito Paulo Serra.

O kit de alimentos é fornecido pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), empresa pública responsável pelo fornecimento das merendas na rede municipal de ensino, e é composto por itens como arroz, feijão, leite em pó e macarrão, além de frutas e legumes como maçã, batata, cenoura e chuchu.

 

O kit de limpeza, com água sanitária, desinfetante, sabão em pó e sabonete, entre outros itens, é disponibilizado pelo Fundo Social de Solidariedade de Santo André.

Os itens são entregues nas casas dos alunos a cada 15 dias. Os pais devem acessar o link https://bit.ly/3dNTesu para atualizar o cadastro, caso não estejam com os dados atualizados na escola onde a criança estuda.

Se os dados estiverem em dia, não é necessário fazer a atualização cadastral. Cada família recebe um kit de limpeza e outro de alimentação, mesmo que na mesma casa more mais de um aluno que estude na rede municipal.

São Caetano adota entrega de Cestas Básicas para alunos de baixa renda

A Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da Secretaria de Educação (Seeduc), fornecerá uma cesta básica a cerca de mil alunos matriculados nas escolas municipais que tiveram suas aulas suspensas em função da pandemia de coronavírus.

O Programa Refeição Escolar em Casa contempla inicialmente alunos da rede municipal de ensino cujas famílias possuem renda bruta mensal de até três salários mínimos.

“Esse benefício não substitui a cesta básica que eventualmente essas famílias recebam; é um complemento à alimentação neste período em que a escola estiver com as aulas suspensas”, afirma o prefeito José Auricchio Júnior.

“Serão beneficiados os alunos de baixa renda matriculados no Ensino Fundamental e Médio”, complementa o secretário de Educação Fabrício Coutinho. Segundo o secretário, as cestas serão entregues aos alunos em suas respectivas residências e começarão a ser distribuídas a partir da semana que vem.

SUSPENSÃO DAS AULAS

Desde o dia 23 de março as aulas foram suspensas, em todas as escolas da rede municipal de ensino, com prazo indeterminado para retorno. Até o dia 6 de abril, professores e alunos estão em recesso escolar, que vai substituir o habitual recesso do mês de julho.

A partir do dia 6 de abril, a Seeduc vai fornecer orientações sobre atividades escolares domiciliares, que irão compor as horas do ano letivo.

Os educadores estão trabalhando no desenvolvimento de um site que trará todas as instruções. Cada escola mandará seu material e a Seeduc fará uma triagem, de modo a oferecer a mesma tarefa para todas as escolas, conforme o segmento de ensino (1º ano, 2º, etc).

Professores, alunos e gestores terão acesso a esse material online. Para os alunos que não tiverem acesso à internet, estuda-se a oferta de apostilas impressas.

Saiba mais em:
https://bairroativo.com.br/kit-merenda-sera-entregue-em-casa-confira-quem-pode-receber-o-beneficio/