Jurada do MasterChef, cria polêmica ao falar que quem deseja ser chef de verdade não participa de reality show

Jurada do “MasterChef”, cria polêmica ao falar que quem deseja ser chef de verdade não participa de reality show.

Jurada da versão brasileira do “MasterChef” se envolve em polêmica ao dizer que não considera nenhum participante do reality show como uma grande descoberta da gastronomia brasileira.

O Master Chef Brasil estreou no canal Band e demorou para torna-se popular. Os elementos que o programa traz não agrada o público brasileiro. Os jurados são mal educados, pretensiosos e sem nenhum tipo de carisma.

Paola Carosella, 42 anos, é considerada a jurada mais exigente do reality. Ela é dona de dois restaurantes em São Paulo – Arturito e La Guapa Empanadas-, que tem em seu quadro 60 funcionários.

Recentemente a jurada Paola causou uma polêmica com a seguinte declaração para a UOL:

“Se alguém realmente sente que vai ser a ‘grande revelação’, não vai para um reality show. Vai trabalhar em um restaurante de verdade, se dedicar à gastronomia. Quem vai para um reality show é ‘carne’ de reality show”

“São pessoas [candidatos] que gostam de cozinhar, veem a chance de mudar de vida, mas não são as próximas revelações. O Hamilton [Carvalho, piloto de helicóptero da polícia no Distrito Federal], por exemplo, pode pegar os R$ 150 mil e colocar a família inteira para trabalhar em um food truck. O cara vai mudar de vida ou talvez preparar sua aposentadoria. Mas será a próxima revelação da gastronomia brasileira? Não”, revela Paola.

E agora Paola? A Jurada com a sua sinceridade desacreditou toda a seriedade do programa em que participa. Ela ainda revela que não acha correto quando as pessoas julgam os jurados como insensíveis.

O Brasil tem ou não a pior versão do MasterChefe do mundo?

Para responder a essa perguntar basta lembrar da vencedora do MasterChef Brasil da Band. A jovem Elisa Fernandes. Ela venceu! Mas não por causa das suas habilidades culinárias, e sim porque é uma jovem bonita e carismática. Caiu no gosto “sofisticado” dos exigentes jurados, e claro do público.

Na última prova do programa ficou mais que nítido a inexperiência da querida Elisa.  O desafio da ultima prova era que os finalistas deveriam preparar um peru para uma prato especial de noite de natal. O que Elisa fez? Bem… Ela simplesmente pegou peru, cortou a coxa, pedaço da sobrecoxa e colocou no fogo para assar e ainda cometeu a proeza de deixar queimar.

Rufem os tambores… A coxa queimada de Elisa foi escolhida como o melhor prato da noite. Vergonha Alheia!