Isolamento social no Estado é de 47%

O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo mostra que o percentual de isolamento social no Estado foi de 47% nesta quarta-feira (6). O isolamento social é uma medida importante para reduzir o contágio pelo novo coronavírus.

“Hoje, esse índice de isolamento [de 47%] não vai nos levar a uma situação ideal do ponto de vista de controle da epidemia”, lembrou o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (7), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

No momento, há dados referentes a 104 cidades maiores de 70 mil habitantes. O sistema é atualizado diariamente para incluir informações de municípios e no site também estão disponibilizados gráficos com as informações.

O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Governo de São Paulo possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado. As informações são aglutinadas e anonimizadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

“Não tem outra saída. A única saída é nós nos prevenirmos, prevenirmos ficando em casa, prevenirmos usando as máscaras”, afirmou o presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo, Geraldo Reple, também integrante do Centro de Contingência.

Os dados do Estado e dos municípios avaliados podem ser consultados no site www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/isolamento.

* O gráfico anexo foi produzido conforme dados extraídos do SIMI, de 1 a 6/05/2020, levando em conta as 6 cidades do Grande ABC que atendem o critério ‘acima de 70 mil habitantes’.