Em São Bernardo, aderir ao programa de coleta seletiva é muito fácil

Separe um saco ou lixeira para descartar os plásticos, metais e papéis

Muitas pessoas desanimam só de pensar em fazer a separação do material reciclável do lixo comum. Na maioria das vezes, o maior empecilho é falta de espaço para tantos tipos diferentes de lixeira: metal, papel, plástico e vidro.

Mas em São Bernardo, aderir ao programa de coleta seletiva é muito fácil. Basta separar o lixo orgânico (restos de alimentos, papel sujo ou engordurado, madeira, palito de dente, chiclete, ossos, sementes) do chamado lixo seco (materiais produzidos pelo homem, como embalagens de plástico, papel, metais, alumínios e vidro). Assim, basta uma lixeira a mais e a vontade de colaborar para a preservação do meio ambiente.

Além de facilitar a vida dos moradores e reduzir a quantidade de lixo despejado nos aterros sanitários, esse sistema de coleta só é possível na cidade graças às duas centrais de triagem em funcionamento: Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis Reluz e Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis Cooperluz, ambas no Bairro Cooperativa.

Nessas centrais, que funcionam em sistema de cooperativa, os trabalhadores que fazem a triagem dos materiais são ex-catadores que viviam dos recicláveis que conseguiam recolher nas ruas. A partir do programa de coleta seletiva porta a porta implementado em 2013 em São Bernardo do Campo, os ex-catadores passaram a ser cooperados.

Porém, é muito importante que a população colabore aderindo ao programa, e a correta separação do lixo é essencial para o aproveitamento dos resíduos recicláveis. Clique aqui para ver o mapa da coleta seletiva porta a porta, onde é possível conferir o dia e horário em que o caminhão passa no seu endereço.

Informações úteis

  • Não misture os materiais recicláveis com o lixo orgânico, que são as sobras de alimentos, frutas e legumes.
  • Separe um saco ou lixeira para descartar os plásticos, metais e papéis
  • Para evitar acidentes e também para a segurança dos trabalhadores das centrais de triagem, o indicado é descartar os vidros separadamente dos demais materiais. Embrulhe os que estiverem quebrados e outros materiais cortantes em papel grosso (do tipo jornal) ou em caixa.

O que pode ir para a coleta seletiva:

  • Papéis, papelões, jornais, revistas, cadernos, folhas soltas
  • Caixas e embalagens em geral (desmontada), embalagens longa vida
  • Caixa de pizza
  • Copos plásticos, potes, sacolas, garrafas PET e outros plásticos
  • Latinha de alumínio, latas e outros metais (chapas)
  • Chapas de raio X

Importante!

  • Vidros (inteiros ou quebrados) devem ser separados dos demais materiais e embalados de forma segura para a coleta

O que não pode ir para a coleta seletiva:

  • Restos de comida, cascas de frutas e de legumes
  • Guardanapos e lenços de papel usados, papéis engordurados
  • Fotografias, fita crepe e etiquetas adesivas
  • Sujeira das vassouras, de cinzeiros, de animais e chicletes