Com novos coletes, GCM reforça as rondas na cidade de São Caetano

São Caetano do Sul ganha importante reforço no combate à criminalidade. A Guarda Civil Municipal (GCM) recebeu na terça-feira (26/11) os 171 coletes à prova de balas comprados para substituir lotes que venceram em julho e agosto. Com a aquisição, a corporação imediatamente intensifica as rondas, aumentando a segurança na cidade.

Os novos coletes começaram a ser distribuídos aos guardas tão logo chegaram à sede da GCM, no Bairro Cerâmica. Agora todo o efetivo da corporação, formado por 440 homens e mulheres, está apto a sair às ruas e zelar pela ordem no município.

Este é o ponto final de um longo processo licitatório. Empresas concorrentes impetraram quatro impugnações à licitação, o que atrasou o certame e deixou parte dos guardas sem os coletes, equipamentos obrigatórios à função. A concorrência foi vencida pela Inbra Terrestre, que ofereceu o menor preço para a fabricação do lote com 171 unidades: R$ 63 mil – a validade dos novos materiais é de seis anos.

“O trabalho da GCM nunca parou. Agora todos estão com seus equipamentos obrigatórios para retomar a rotina”, enfatizou o secretário municipal de Segurança, José Quesada Farina. Ele realizou a entrega simbólica de alguns coletes aos guardas junto com o comandante da corporação, Carlos Augusto Almeida.

No período em que permaneceram sem os coletes os guardas não ficaram ociosos e cumpriram normalmente a jornada de trabalho. O efetivo participou de uma série de cursos de capacitação, como o de tiro, estágio na Rota e o ensinamento à distância da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), ligada ao Ministério da Justiça. Além disso, foi formada a primeira turma de Guardiões da Terceira Idade, que preparou os integrantes da GCM para melhor lidar com os idosos.

“Mesmo enfrentando este contratempo não registramos nenhuma ocorrência grave nos próprios municipais ou em seus arredores, que formam a nossa zona de atuação legal. Agora aumentamos o fluxo de viaturas nas ruas, o que elevará a segurança na cidade”, enfatizou o comandante Almeida.

Atuação – Os números da GCM neste ano comprovam o valor da instituição junto à sociedade. De janeiro até aqui os guardas efetuaram 103 prisões em flagrante e atenderam 3.195 chamados (destes, 275 geraram boletins de ocorrência). A corporação também fornece apoio sistemático a operações das polícias Civil e Militar, responsável pelo patrulhamento ostensivo.