Anonymous ABC protesta contra o fim da integração

Grupo percorreu terminal de Piraporinha e reivindicou também o aumento da tarifa para R$ 3,10


Um grupo de aproximadamente 50 jovens se reuniu, por cerca de duas horas, no terminal Piraporinha na tarde de domingo (12/02) para protestar contra o fim da integração gratuita entre os ônibus municipais nos terminais de trólebus de Diadema e Piraporinha.

Com faixas, cartazes de papelão e apitaço, a manifestação pacífica do Anonymous ABC reivindicou a permanência do serviço gratuito, que passará a custar R$ 1 por determinação do governo do Estado – ainda sem previsão para entrar em vigor.

Trajando máscaras do personagem V, popularizadas pelo quadrinista inglês Alan Moore, os protestantes aproveitaram para reclamar do aumento de R$ 0,20 na tarifa dos passes de trólebus.

“Aproveitamos a oportunidade para tratar do aumento das tarifas e do fim da integração”, declarou um dos organizadores do braço do movimento Anonymous na Região, identificado como o Grande.

Helena Barbosa, 15 anos, mora em Diadema e integrou também a passeata que seguiu para a sede da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos). “O serviço prestado não é condizente com o aumento e o mesmo vale para a integração”, afirmou.

O Anonymous é um coletivo de ativistas com ramificações em vários lugares do mundo. No ABCD, a iniciativa fomentada por redes sociais começou as agir há quase sete meses. O grupo faz reuniões periódicas no Paço de São Bernardo com assembleias populares para estipular prioridades nas ações de protesto.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal compareceram ao terminal. Enquanto a reportagem do ABCD MAIOR esteve presente não houve sinal de agressões por ambas as partes. A Guarda Municipal acompanhou o protesto até a sede da EMTU.