3ª Feira Literária de São Bernardo aos profissionais de educação

Evento, em sua 3ª edição, vai acontecer entre 30 de setembro e 28 de outubro 

“Vamos envolver toda a comunidade com o universo da literatura para que o gosto pela leitura faça cada vez mais parte da vida de pais e alunos.” Foi com essa frase que o secretário de Educação de São Bernardo, Paulo Dias, apresentou a 3ª Feira Literária de São Bernardo do Campo (FELISB) para coordenadores pedagógicos, funcionários das bibliotecas, professores de apoio aos programas educacionais, demais profissionais e parceiros da rede municipal de ensino. O evento aconteceu nesta quinta-feira (3), no Restaurante Escola do Centro de Formação dos Profissionais da Educação (Cenforpe), no Bairro Planalto. Mais de 800 pessoas estiveram no local nos dois períodos, manhã e tarde.

A 3ª FELISB será realizada entre dos dias 30 de setembro e 28 de outubro. Este ano, alguns dos conceitos que serão trabalhados serão territorialidade, ampliação do tempo-espaço das atividades e as ações que acontecem nas Bibliotecas Escolares Interativas (BEIs) e demais espaços de divulgação da cultura local.

Uma das metas principais do evento será potencializar os territórios de leitura da cidade através das BEIs, enfatizando as ações de fomento com toda a comunidade escolar: pais, alunos, professores, população do entorno. Também haverá um esforço para promover a integração de mídias e tecnologias e envolver diversos programas educacionais da Prefeitura, como o Tempo de Escola, Expresso Lazer, Projeto Contando História e Agentes de Leitura.

A Feira Literária de São Bernardo vai proporcionar aos mais de 80 mil alunos da rede municipal de educação, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA), acesso ao conteúdo literário das maiores e principais editoras do Brasil.

“A 3ª FELISB é mais uma ação para elevar a qualidade da educação na cidade. Literatura é fundamental para isso. Nossos alunos, professores e toda a comunidade terão à disposição trabalhos de autores consagrados durante o evento”, explicou Grace Pereira, chefe de divisão na Secretaria de Educação.

Para a coordenadora pedagógica da Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Octávio Edgard, que fica no Bairro Los Angeles, a Feira vai ampliar o leque de opções quanto às obras literárias e aproximar pais e alunos de autores consagrados. “Um evento como esse contribui, e muito, para a formação dos nossos alunos. Esse contato direto com livros é importante para que eles tenham, desde cedo, o gosto pela leitura”, pondera.