Esportes

Região do ABC tem escola gratuita de futebol feminino infantil

0

Ainda pouco divulgado, futebol feminino vem crescendo no país

O futebol feminino tem recebido uma série de investimentos e divulgações nos últimos anos. Antes esquecida no país, a categoria agora possui campeonatos próprios e pressão de órgãos como a Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) para existir. Isso porque desde 2019 os times masculinos devem ter a modalidade feminina para competir nos torneios organizados por ela, como a Libertadores e a Sul-Americana

Desta forma, os principais times do país como Palmeiras, Flamengo e Grêmio possuem equipes de futebol feminino. Corinthians e Santos são os times de referência no Brasil na modalidade.

Ainda assim, é difícil encontrar lugares em que as meninas podem desenvolver as habilidades que têm nos pés, mas eles existem e são gratuitos. A ACAFF – Academia de Futebol Feminino foi criada em 2016 por Isaque Guimarães. Com aulas às quartas e aos sábados, a escola fica localizada na região do ABC e atende 260 meninas, que buscam se desenvolver no esporte. A idade mínima para participar é de 7 anos.

Motivação

Isaque sempre esteve em contato com o futebol. Ele teve aulas em escolinhas e chegou a entrar na base de times como o Corinthians e o São Paulo. Depois disso, passou a dar aulas em uma escola masculina de futebol. Até que um dia foi procurado por uma garota de 18 anos que não conseguia encontrar lugares para treinar.

“Uma menina nos procurou dizendo que nunca havia praticado o esporte, mas tinha vontade de jogar e não encontrava lugares. Eu comecei a trabalhar com ela e vi que tinha um enorme potencial. Pouco depois, ela jogou no clube da cidade e passou em uma avaliação física no Santos, que na época era treinado pelo Kleiton Lima”, relata Isaque, em entrevista às “dibradoras”.

O grupo de interessadas cresceu e chegou a 30 meninas, com uma faixa etária predominante de 17 anos. Nessa época, Isaque criou parcerias com escolinhas para conseguir realizar o treinamento e fazer jogos mistos, em que meninos e meninas jogam juntos. Foi apenas em 2016 que ele decidiu fazer algo independente em que elas pudessem jogar e, ainda mais do que isso, aprender a como jogar em alto nível.

O ano olímpico impulsionou o sonho e a ACAFF nasceu com cerca de 15 meninas entre 17 e 18 anos. Com o fim das Olimpíadas, o interesse pela modalidade aumentou, e o número de alunas chegou a 60, com meninas a partir de 14 anos.

O fundador conseguiu firmar algumas parcerias importantes para manter o projeto, como com a Secretaria de Esportes de São Bernardo do Campo, em 2017, que cedeu os campos do CREC (Clube Recreativo Esportivo Cultural) Baetinha para a realização das práticas da escola.

Materiais necessários

As aulas são totalmente gratuitas e todos os materiais de campo são do espaço. Para treinar, roupas adequadas devem ser usadas, como tênis Nike infantil feminino, shorts e camisetas leves. Na ACAFF, os uniformes são disponibilizados às alunas.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Esportes