São Bernardo muda horário do rotativo e provoca polêmica

Novas placas próximas à Faculdade de Direito indicavam que período se estenderia até 23h30 de 2ª a 6ª

A Prefeitura de São Bernardo, sob comando do prefeito Orlando Morando (PSDB), promoveu mudança nos horários do estacionamento rotativo Zona Azul em algumas ruas do bairro Jardim do Mar. A medida causou polêmica e foi alvo de reclamações nas redes sociais de moradores e de estudantes da Faculdade de Direito de São Bernardo, tradicional universidade do município.
As novas placas, que foram instaladas entre quarta-feira e ontem, informavam que o horário da Zona Azul passaria a ser das 7h às 23h30, de segunda a sexta-feira, e das 7h às 18h, aos sábados, domingos e feriados. Antes, entretanto, conforme o site da Estapar, concessionária do estacionamento rotativo na cidade, os horários eram das 8h às 18h, de segunda a sexta, e das 8h às 14h, aos sábados. As mudanças ocorreriam apenas nas ruas Jônio e Java. Ainda conforme a Estapar, os valores a serem pagos pelos usuários do sistema rotativo variam de R$ 2,25 (60 minutos) até R$ 9 (240 minutos).

Acontece, entretanto, que em uma rede social o prefeito Orlando Morando passou a ser cobrado por moradores e por estudantes da faculdade, que questionavam por qual motivo a administração tucana estendeu os horários. O chefe do Executivo, então, explicou ao aluno da Faculdade de Direito Eduardo Datovo. 23 anos, que a ampliação ocorreu para acompanhar os “horários praticados dentro do bolsão de estacionamento do Pavilhão Vera Cruz” (veja fac-símile ao lado).

“Os alunos da faculdade (de Direito de São Bernardo) começaram a comentar as publicações dele e da Prefeitura. É um absurdo termos que pagar parquímetro para ter mais policiamento. É nosso direito como cidadãos”, declarou Datovo ao Diário. Em sua postagem em resposta ao estudante, Orlando Morando informa que a ampliação dos horários também visa melhorar a segurança naquela área.

NA REGIÃO
Nas outras cidades do Grande ABC, como Santo André e Mauá, cujos estacionamentos rotativos também são gerenciados pela Estapar, os horários seguem normais. Nos dois municípios, o sistema rotativo funciona das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 13h (Santo André), e das 8h às 12h (Mauá), aos sábados. Aos domingos e feriados não há cobrança de Zona Azul.
Por meio de nota, e diferente do que informou a Eduardo Datovo, a Prefeitura alegou que a empresa responsável pela instalação de placas errou a impressão dos horários. “Não há alteração no sistema de estacionamento controlado em nenhum ponto da cidade. As placas estão sendo removidas desde o início da manhã de hoje (ontem)”.

Fonte: Dgabc