Procon dá dicas para as compras de Páscoa

Com a proximidade da data em comemoração à Páscoa, lojas, comércios e supermercados ficam cada vez mais cheios de consumidores. Mas loja cheia não pode ser sinônimo de falta de atenção. O Procon de Diadema divulgou algumas dicas e cuidados que os consumidores precisam ter na hora de ir às compras.

Antes de ir às compras, é preciso pesquisar preços e prestar atenção nas promoções. Segundo o levantamento da Revista Veja São Paulo, em 2016 a variação de preços dos ovos de páscoa chega a 24%. Preços dos peixes também sofrem grande variação.

É importante que o consumidor faça uma lista e estabeleça o quanto pretende gastar com as compras. O consumidor deve tomar cuidado com parcelamentos que parecem vantajosos para não comprometer a renda e posteriormente receber contas com valores alterados

Ficar atento também ao peso, tamanho, espessura dos ovos e se há recheio, pois cada fabricante tem peso diferente para a numeração do ovo de chocolate.

Evite levar crianças às lojas. Elas escolhem os ovos com as embalagens mais chamativas e com personagens populares, que geralmente são os mais caros. Os brinquedos devem conter indicação de faixa etária e o selo do INMETRO impressos nas embalagens.

Além dos ovos de páscoa, também é importante ficar atento aos preços e a qualidade dos peixes oferecidos em supermercados e feiras.

As embalagens devem informar o peso líquido, identificação do país de origem e do produtor, lote, registro no órgão de fiscalização competente, indicação de temperatura para conservação, data de acondicionamento e prazo de validade, além do carimbo do Serviço de Inspeção Federal. Em São Paulo, este carimbo pode ser substituído pelo do Serviço de Inspeção de São Paulo ou Serviço de Inspeção Municipal.

Na hora de escolher os peixes, preste atenção em produtos com manchas avermelhadas ou pintas pretas no dorso, sinais da presença de bolor ou deterioração.

Nas feiras livres, os peixes frescos devem estar conservados em gelo e o feirante deve usar luvas descartáveis. É necessário ter gelo picado por cima, estar exposto em balcão de aço inox inclinado e protegido do sol e insetos. Já nos mercados, os peixes precisam ser armazenados em balcão frigorífico ou mesa com gelo.

No caso dos congelados, o freezer não pode estar superlotado, respeitando os limites de acondicionamento sem impedir a circulação da refrigeração que comprometem a qualidade do peixe.

O Procon de Diadema está aberto para solucionar as dúvidas dos munícipes sobre essas e outras questões, de segunda-feira a sexta-feira com horário agendado, pelo telefone 4053-7204, na Avenida Sete de Setembro, 400. As senhas são distribuídas às 8h30 para atendimento no período da manhã e às 12h para o atendimento à tarde.