Prefeitos do Grande ABC definem ações conjuntas dos municípios contra pandemia de Covid-19

Sete cidades vão prorrogar a quarentena por mais 15 dias para conter o avanço do novo coronavírus

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC realizou assembleia extraordinária nesta terça-feira (7/4), por meio de videoconferência, para debater ações conjuntas dos municípios para enfrentar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

As sete cidades vão prorrogar a quarentena para conter o avanço do novo coronavírus por mais 15 dias, até 22 de abril, conforme determinação do Governo do Estado de São Paulo.

Durante a quarentena, permanecem fechados estabelecimentos de comércio e serviços não essenciais nas sete cidades, incluindo bares, restaurantes e cafés, que podem realizar entrega de produtos ou prestar serviços em domicílio.

Demais atividades do comércio em geral poderão ocorrer por meio de entregas, e os serviços de cabeleireiro e manicure poderão ser realizados em domicílio. Além de farmácias e supermercados, as óticas estão liberadas para funcionar normalmente. 

Em relação aos postos de gasolina, os estabelecimento devem funcionar durante a quarentena apenas de segunda a sábado, das 7h às 19h, fechando aos domingos e feriados, conforme resolução da Agência Nacional de Petróleo (ANP). A regra também vale para as lojas de conveniência instaladas junto aos postos, e está vedada a venda de alimentos e bebidas alcoólicas para consumo imediato no local.

O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, ressaltou que o objetivo dos governantes municipais é mostrar a importância de as pessoas permanecerem em casa para enfrentar a pandemia. “O que norteia nossas decisões são as orientações dos profissionais técnicos da Saúde e a evolução da pandemia na nossa região”, afirmou Maranhão.

A aquisição pelo Consórcio ABC de kits para testes rápidos do novo coronavírus também integrou a pauta da assembleia. A entidade regional ainda busca empresa que ofereça o melhor preço, com produto registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e carta de intenção de compra (LOI) que garanta a entrega do material às prefeituras. O Grupo de Trabalho (GT) Saúde do Consórcio ABC vai discutir o tema em reunião a ser realizada nesta quarta-feira (8/4).

Também participaram da videoconferência os prefeitos de Santo André, Paulo Serra, de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, de Diadema, Lauro Michels, de Mauá, Atila Jacomussi, e de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko, além do secretário-executivo do Consórcio ABC, Edgard Brandão e os diretores da entidade regional.