O mal do século

Mental disorder, finding answers, confusion concept. Woman suffering from depression, closing face with palms in despair, girl trying to solve complex problems. Simple flat vector

Sim, estamos falando sobre ansiedade.
O Brasil é o País com maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).
A ansiedade é uma reação natural do corpo que se desencadeia em momentos de estresse ou tensão, ou seja, quando a sentimos em antecedência a compromissos e outras situações, é natural.
A ansiedade pode se intensificar e, se for o caso, devemos nos preocupar, pois pode tornar-se uma doença quando perdura por muito tempo. Te paralisa diante de tarefas simples do dia a dia, impedindo-te de iniciá-las e/ou concluí-las.
É uma doença que atinge todas as faixas etárias, desde crianças até idosos.
Tudo isso iniciou-se na época dos nossos ancestrais, com a luta diária pela sobrevivência, viviam em vigilância, preparados para lutar ou fugir dos inimigos e predadores.
Hoje isso continua a existir, mas os desafios são outros.
As principais causas da ansiedade hoje em dia, são: Pressão no trabalho, preocupações em geral, predisposição, relacionamentos abusivos/tóxicos, traumas, medo intenso diante de doenças e até mesmo da morte.
Os sintomas são bastante característicos,
São eles:

Físicos: taquicardia, aumento da frequência respiratória, sudorese, tensão muscular, dores de cabeça e fraqueza.

Comportamentais: agressividade, fala acelerada, gesticulações exacerbadas, impulsividade e irritabilidade.

Cognitivos: problemas de concentração, memória, dificuldade na tomada de decisões, excesso de preocupação, insônia e pensamentos intrusivos.

Emocionais: paralisação, angústia, tristeza, incapacidade e nervosismo.

Autocuidado
•Pratique atividade física
•Dieta saudável
•Sono regular
•Meditação

Evite
•Cafeína
•Álcool
•Nicotina

Se perceber que os sintomas da ansiedade vêm acompanhados de angústia excessiva, tristeza constante, pensamentos obsessivos e intrusivos, paralização das atividades diárias, pensamentos suicidas, procure ajuda profissional.