O Grande poder de ação das vitaminas no nosso corpo

Como conversamos nas matérias anteriores é de grande importância a ação das vitaminas no nosso corpo. O consumo adequado de vitaminas e minerais é importante para a manutenção de diversas funções metabólicas do nosso organismo. Eles são micronutrientes e sua falta pode potencialmente levar a estados de carência nutricional, levando ao aparecimento de deficiências deles ou até mesmo desencadeando doenças.

As vitaminas e minerais auxiliam no metabolismo celular ao favorecerem reações químicas que permitem a absorção dos nutrientes. A ingestão adequada de vitaminas traz inúmeros benefícios ao nosso organismo, tornando nosso corpo mais resistente a vírus e bactérias e melhora significativamente o cabelo, pele e unhas, deixando-os mais resistentes.

Dentre as vitaminas estão A, C, D, E, K e complexo B. Cada uma exerce sua função e tem uma grande importância para o nosso corpo. Hoje vamos falar sobre a vitamina C.

A vitamina C auxilia na absorção do ferro; participa da formação de colágeno e do processo de cicatrização. Ela está presente em alimentos como: acerola, limão, laranja, abacaxi, maracujá, morango e verduras.

A vitamina C é um potente antioxidante, o que influencia no sistema imunológico aumentando a resistência do nosso corpo a gripes e resfriados.

MINERAIS

Podemos encontrar os minerais nos alimentos de origem animal e vegetal. As melhores fontes alimentares são aquelas nas quais os minerais estão presentes em maior quantidade e são melhor absorvidos pelo organismo, ou seja, quando são mais bem aproveitados. Seja qual for a fonte, os minerais são indispensáveis para regular as funções do nosso organismo e compor a estrutura dos nossos ossos e dentes. O cálcio é o principal responsável por essa função e pode ser encontrado em maior quantidade nos leites e derivados.

Hoje vamos falar de um mineral de suma importância, o ferro, ele é essencial para a vida e atua principalmente na fabricação das células vermelhas do sangue e no transporte do oxigênio para todas as células do corpo. A falta deste nutriente pode ocasionar a anemia ferropriva que é um dos problemas nutricionais mais comuns entre a população brasileira. Para evitar a doença, em 2001, o Ministério da Saúde tornou obrigatória a adição de ferro e ácido fólico nas farinhas de milho e trigo. A estratégia serviu para aumentar a disponibilidade de alimentos ricos em ferro e dessa forma reduzir a prevalência de anemia no Brasil.

O ferro pode ser fornecido ao organismo por alimentos de origem animal e vegetal. O ferro de origem animal é melhor aproveitado pelo organismo. São melhores fontes de ferro as carnes vermelhas, principalmente fígado de qualquer animal e outras vísceras (miúdos), como rim e coração; carnes de aves e de peixes, mariscos crus. Entre os alimentos de origem vegetal, destaca-se como fonte de ferro, os folhosos na cor verde-escura, como o agrião, couve, cheiro-verde, taioba; as leguminosas (feijões, fava, grão-de-bico, ervilha, lentilha); grãos integrais ou enriquecidos; nozes e castanhas, melado de cana, rapadura, açúcar mascavo.

É importante lembrar: A suplementação nutricional só deve ser feita sob orientação de um nutricionista ou médico. Isso porque o excesso de alguns nutrientes é eliminado na urina ou nas fezes, mas outros podem ficar acumulados e serem tóxicos ao organismo. A alimentação desequilibrada pode levar ao aparecimento de carências nutricionais.