Maestro João Carlos Martins visita projeto musical em Emeb

Os alunos da Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Cassiano Faria, de São Bernardo do Campo, receberam nesta quinta-feira (8/8) a ilustre visita do pianista e maestro João Carlos Martins. A Emeb é uma das 100 escolas em todo o país que participam do projeto Reciclar é Show, apoiado pelo maestro e patrocinado pela empresa Mondelez, responsável pela marca Tang. 

A iniciativa, que une reciclagem e musicalização, está presente em dez cidades brasileiras, sendo dez escolas em cada cidade. Em São Bernardo, participam do projeto cerca de 250 crianças do 2º ano do ciclo II. 

Pelo projeto, as crianças têm a oportunidade de não apenas compor uma música que tenha como tema a reciclagem, mas também de confeccionar os próprios instrumentos, usando baldes, panelas, garrafas de plástico, tampinhas de garrafa e tubos de PVC.

Após ter sido recebido calorosamente pelos alunos, o maestro assistiu à apresentação das crianças e ainda fez a regência de um trecho da 9ª Sinfonia de Beethoven com sons produzidos com tubos de PVC. “A minha ideia é deixar um legado através da musicalização de crianças, para que vocês construam um país melhor”, destacou o maestro.

Esta é a primeira vez que João Carlos Martins visita uma escola onde o projeto está sendo desenvolvido. “Achei emocionante esse encontro. Quero unificar o projeto para que siga uma única diretriz, e isso vamos fazer a partir de agora”, disse. 

Segundo a professora Cássia Fontinhas, a atividade, iniciada em abril, trouxe vários benefícios para as crianças. “Nessas aulas, eles aprendem que tudo tem um ritmo e um momento certo, e isso ajuda muito na questão da disciplina. No meu dia a dia, a mudança é completa, porque a aula fica mais tranquila, o interesse deles aumenta, assim como o próprio desenvolvimento de modo geral”, disse.

Reciclar é Show – Em abril, tiveram início na cidade as oficinas de música, realizadas uma vez por semana, com uma turma de cada escola. Em São Bernardo, participam as Emebs Kazue Fuzinaka (Rudge Ramos), Cassiano Faria (Vila Gonçalves), Ítalo Damiani (Taquacetuba), Neusa Macellaro Callado Moraes (Vila Euro), Mário Martins de Almeida (Jardim São Paulo), Júlio de Grammont (Planalto), Karolina Zofia Lewandowska (Jardim Esmeralda), Otílio de Oliveira (Rudge Ramos), Flamínio Araujo de Castro Rangel (Vila Marchi) e André Ferreira (Ferrazópolis). 

Além de produzir os instrumentos musicais a partir de materiais recicláveis e aprender a manuseá-los, as crianças que participam do projeto recebem noções básicas de regência, arranjo e leitura musical. Após as oficinas, cada grupo gravará um videoclipe mostrando as suas habilidades ao som da música composta por eles.

As aulas continuam até o final de agosto. Em outubro, serão escolhidos, por votação popular, os cinco melhores vídeos e cada uma dessas escolas receberá R$ 15 mil, que será revertido em benefícios ao próprio colégio sob a temática “música”. O grupo que realizou o vídeo vencedor receberá, como prêmio, um convite para fazer parte de um grande evento de encerramento, realizando uma interpretação ao vivo.

A escola vencedora receberá o projeto musical do músico João Carlos Martins, com aulas de formação musical para crianças nas escolas, cinco dias por semana