Fim da Quarentena em São Paulo e no ABC&#63

O governador do Estado de São Paulo João Doria fez um anúncio nesta quarta-feira, 22, com o plano São Paulo, no qual estão descritas as medidas finalizar o período de quarenta e reabrir a economia do estado de forma gradual, a partir do dia 11 de maio.

Maiores detalhes da flexibilização só serão anunciados dia 8.

“Numa pandemia como essa quem determina os nossos passos são a saúde, a medicina e a ciência”, afirmou Doria. “Vamos levar em conta situações locais, regionais e setores que possam retornar à economia com as devidas medidas de proteção.”

Saiba mais sobre o Coronavírus e a quarentena na região do ABC aqui.

O governador condenou ainda quem não respeita as medidas. Nenhuma das cidades da região do ABCD encontra-se na lista das cidades com mais de 50% de isolamento social durante toda a crise do Coronavírus.

A taxa de isolamento ideal é de 70%.

Sobre a regionalização das medidas

José Henrique Germann, secretário estadual da saúde afirmou que “a regionalização é importante porque o país é heterogêneo, o estado também e, com isso, a gente precisa considerar os fatores críticos em cada uma delas”.

Os municípios serão categorizados de acordo com a evolução da epidemia e terão três níveis de risco: zona vermelha, zona amarela e zona verde, conforme a gravidade.

Patrícia Ellen, secretária do Desenvolvimento Econômico, informou ainda que os leitos disponíveis nos hospitais serão monitorados por cada região todos os dias, para definir como a flexibilização da quarentena será realizada.

O monitoramento de leitos diários já é feito na cidade de São Paulo.