Estudo aponta queda de 15,5% na inadimplência entre consumidores no ABC

Estudo abrange dados dos meses de setembro e outubro de todas as cidades da região

Segundo Relatório da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de São Caetano) mostra queda 15,5% nos casos de inadimplência na região. O estudo foi feito com moradores de 18 a 69 anos, relativo aos meses de setembro e outubro,  e revela também que dentre os cerca de dois milhões de moradores da região, cerca de 600 mil pessoas estão com CPF negativado junto às instituições SPC Brasil e Serasa.

O levantamento, realizado a cada dois meses, aponta queda na inadimplência entre pessoas físicas na região, já que no relatório do bimestre anterior , o número estava em 745 mil pessoas com restrição. “Os dados são atrelados à iniciativa privada, pois nem todas as prefeituras negativam os débitos relacionados a pagamentos de taxas. Nós observamos que houve impactos positivos pela realização dos feirões de negociações com o Serasa e SPC, bem como abertura de negociações de dívidas pelas concessionárias de água e luz”, explica o presidente da CDL de São Caetano, Alexandre Damasio.

Para Damasio, haverá aumento desse índice no próximo bimestre, por conta da inclusão das dívidas ligadas a instituições educacionais, por exemplo, que entram no sistema de negativação após 90 dias. O presidente da CDL explicou ainda que mesmo com o período de pagamento do 13º salário, a expectativa é de aumento na inadimplência no próximo período, pois esse benefício é usado mais para consumo e não para pagamento de dívidas.

O relatório da CDL de São Caetano reuniu dados de todo ABC. A CDL de São Caetano é uma instituição ligada à Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo, e tem como um dos objetivos assistir e orientar as CDLs na busca de soluções para a geração de renda e sustentabilidade.