Cesta básica registra aumento de preço no ABC

A semana começa com a cesta básica R$ 4,09 mais cara. É o que mostra o levantamento feito pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), que registrou alta de 0,99% nos alimentos da região entre os dias 9 e 15 de setembro. É a segunda elevação nos preços seguida. Em comparação com a pesquisa anterior, a cesta passou de R$ 411,94 para R$ 416,03.

Dos 34 produtos pesquisados, 19 registraram alta, 14 apresentaram queda e 1 ficou com o preço estável. O maior aumento foi do quilo do frango (13,16%), que passou a custar R$ 4,90.

“A oferta reduzida frente a uma demanda aquecida e o preço do dólar mais alto refletem diretamente no valor repassado ao consumidor”, disse o engenheiro agrônomo da Craisa e responsável pela pesquisa, Fábio Vezzá de Benedetto.

O milho, principal matéria-prima para a produção do frango, e a soja apresentaram queda no preço. “Esperamos que no curto prazo a situação possa se reverter”, afirmou o agrônomo.

O pacote de bolacha salgada (9,84%), o quilo do sal refinado (7,27%) e o pacote com cinco unidades de sabão em barra (6,88%) também registraram alta. Outros dois importantes alimentos da mesa dos brasileiros aumentaram, o feijão (1,42%), que passou a custar em média R$ 3,57 o quilo, e a carne de primeira, que registrou alta de 3,58%, passando a custa em média R$ 15,92 o quilo.

O café da manhã também ficou mais caro no bolso dos brasileiros. O açúcar (6,06%), o café (5,28%), e o pão francês (0,14%) registraram aumento, com valores médios de R$ 1,40 o quilo, R$ 5,98 pacote de 500 gramas e R$ 7,07 o quilo.

Quedas

Os produtos hortifrutigranjeiros tiveram as maiores quedas. O preço da cebola despencou 19,35%, passando a custar R$ 1,75 o quilo ante R$ 2,17. A safra do interior do Estado de São Paulo, que abastece o mercado neste momento, é a responsável pelo custo mais baixo, afirmou o engenheiro agrônomo.

A banana apresentou retração de 5,74%, e pode ser encontrada por R$ 2,21. O quilo da batata teve redução de 5,64% (R$ 2,51) e o quilo do tomate apresentou queda de 3,25%, passando a custar R$ 2,68.

Outra boa notícia é o valor do pacote de cinco quilos de arroz, que registrou queda (2,40%), passando a custar R$ 8,53 em média. O valor do litro do leite integral também caiu (1,13%) e pode ser encontrado no mercado por R$ 2,63.