Saúde

12/01/2018 09:34

Campanha tem a meta de vacinar 869,2 mil pessoas

Dia D da ação contra a febre amarela será no dia 3; apesar de alta na demanda, S.Caetano está fora

A campanha inédita de vacinação contra a febre amarela, que contará com doses fracionadas, tem a meta de imunizar 869,2 mil moradores de seis cidades do Grande ABC – São Caetano não participa. O ‘Dia D’ da ação será no dia 3, quando postos de Saúde estarão abertos em regime especial.

O critério de escolha da população-alvo levou em conta as áreas com maior concentração de mata. Na região, por exemplo, a meta é vacinar 100% dos moradores de Ribeirão Pires (114,3 mil pessoas) e Rio Grande da Serra (44,9 mil). Nas demais cidades, média de 30% dos munícipes serão imunizados: Santo André (204 mil), São Bernardo (259 mil), Diadema (120 mil) e Mauá (127 mil).

Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, todos os recortes foram definidos por critérios epidemiológicos após análises técnicas e de campo feitas pelo CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica/Divisão de Zoonoses) e Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) em locais de concentração de mata.

A campanha, que será entre 3 e 24 de fevereiro no Estado, aplicará doses fracionadas da vacina contra a febre amarela (0,1 ml, ao invés dos 0,5 ml convencionais). As carteiras de vacinação terão um selo especial para informar a diferença e os munícipes terão de repetir a ação após oito anos. Até então, a imunização era suficiente para toda a vida.

Também está prevista a oferta de 1,5 milhão de doses convencionais da vacina, que serão disponibilizadas para crianças com idade entre 9 meses e 2 anos incompletos, pessoas que viajarão para países com exigência da vacina, grávidas residentes em áreas de risco e portadores de doenças crônicas – como diabéticos, cardiopatas e renais crônicos.

Deverão consultar o médico sobre a necessidade da vacina os portadores de HIV positivo, pacientes com tratamento quimioterápico concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e de doença falciforme.

Em São Caetano, a Prefeitura precisou restringir para 200 o número de doses da vacina aplicadas diariamente, tendo em vista a baixa dos estoques. A população interessada deve se deslocar até o Centro de Saúde Manoel Augusto Pirajá Silva, no Centro. A entrega das fichas será a partir das 7h.

AMPLIADO

A Prefeitura de São Bernardo anunciou que irá ampliar a oferta de doses da vacina a partir de segunda-feira, de 350 para 750. O atendimento também será ampliado, com a inclusão das UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do Jardim Leblom e da Vila Euclides. Até agora, a imunização estava restrita às unidades do Ferrazópolis e Vila Dayse. Os dias para aplicação seguem os mesmos: segundas, terças e quintas-feiras.

Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), o município tem adotado todas as medidas para o combate à doença, mas a inclusão de mais duas UBSs tem por objetivo facilitar o acesso da população. “Apesar de a cidade não ser considerada área de risco, estamos em alerta.”

O secretário de Saúde do município, Geraldo Reple, destaca que o trabalho de monitoramento realizado pela equipe técnica é prioridade. “Também estamos em contato direto com a Secretaria do Estado. Fomos convocados para uma reunião, no próximo dia 18, para definir um novo cronograma de vacinação. São Bernardo possui estoque de vacina, e nosso objetivo é imunizar a todos.”

Fonte : Diario do Grande ABC


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo