Política

Ronaldo Pedrosa pede que governo mauaense busque formas de atrair empreendedores para a cidade

0

O empresário Ronaldo Pedrosa voltou a pedir mais apoio do governo mauaense para atrair empresas para a cidade. Segundo ele, que é o vice-presidente do polo industrial Acibam, o potencial logístico do município, que possui na Avenida Papa João XXlll um excelente acesso ao Rodoanel, às  principais  regiões da Grande São Paulo, ao Porto de Santos, ao litoral norte do Estado e ao aeroporto de Guarulhos, não vem sendo bem explorado.

 

De acordo com o empresário, boa parte da culpa por essa não exploração do potencial logístico de Mauá já era visto nos governos anteriores da cidade. Para ele, o fato de não perceberem tal oportunidade fez com que muitas empresas deixassem de vir para Mauá, ao encontrarem as portas da Prefeitura fechadas. Pedrosa também destacou que, em conversa com outros empresários do polo Industrial Acibam, foi comentado que desde o início muitos deles convidavam outras empresas a virem para Mauá, mas que pouco foi feito para atrair possíveis interessados.

 

“Sem o apoio e o incentivo necessário, essas empresas foram para outras regiões e isso acabou trazendo prejuízos para o nosso povo, que passou a ter menos oportunidades de emprego. É preciso conversar com esses empresários e convencê-los a vir para Mauá, pois aqui podemos dar apoio ao pequeno, médio e grande empreendedor. Podemos ter um futuro brilhante na cidade, se soubermos explorar aquilo que temos de melhor”, disse.

 

O empresário disse ainda que a região do Sertãozinho possui muitos galpões vazios e que isso precisa ser aproveitado para atrair mais empreendedores que contribuirão com o desenvolvimento da cidade. “Vamos fazer um levantamento e apresentar ao governo municipal para que seja elaborada, em um curto prazo, alguma proposta para novos investidores virem para Mauá gerar empregos e benefícios para nossa cidade. Todos juntos somos mais Mauá”, encerrou.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Política