Regional

18/07/2018 01:49

Pioneira na região metropolitana, São Bernardo lança biometria facial nos ônibus para gratuidades

Prefeito apresentou o novo sistema, que fará o reconhecimento de quem tem direito ao benefício

De forma pioneira na região metropolitana, a cidade de São Bernardo passou a contar com o Sistema de Identificação Biométrica Facial no Transporte Coletivo municipal para fazer a verificação dos passageiros, que utilizam gratuidades.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, apresentou nesta terça-feira (17/07) o novo sistema, nas dependências de um dos automóveis. Até o momento, 210 ônibus, dos 425 de toda a frota, já contam com o equipamento. "A expectativa é que nos próximos três meses todos os coletivos estejam com a biometria. Esta foi a forma que encontramos para compararmos se o usuário que tem utilizado da gratuidade é o mesmo que foi identificado. E isso foi feito para respeitar o cidadão de São Bernardo, que paga pela gratuidade", destacou o prefeito, durante o ato oficial, realizado na Rodoviária João Setti, no Centro.

Hoje, cerca de 130 mil usuários do Transporte Coletivo da cidade possuem o cartão, que concede o direito de viagem de graça (entre estes usuários estão aposentados, pensionistas, deficientes físicos e acompanhantes, idosos e estudantes). 

Pela gratuidade oferecida, a Prefeitura de São Bernardo despende em torno de R$ 2 milhões, por mês. Ao todo, são realizadas mensalmente em São Bernardo 1 milhão de viagens com o benefício gratuito.

"A Prefeitura quer pagar o justo. Quem tem o direito de utilizar o ônibus de graça é defendido. Agora, não podemos compactuar com as pessoas que usufruem de maneira indevida", acrescentou o chefe do Executivo.

O sistema de ônibus é operado pela SBC Trans. Durante o ato oficial, a diretora da empresa, Milena Braga, apontou para a comunicação feita nos coletivos sobre o respeito ao uso da gratuidade.

"Os ônibus estão com os informativos, destacando a importância de utilizar de maneira correta o direito. Burlar a gratuidade é fraude", comentou.

COMO FUNCIONA – A biometria facial vai comparar o rosto do usuário com a foto presente no cadastro. Em caso de não reconhecimento, o cartão será bloqueado. O passageiro será notificado e terá dez dias para se defender. O uso da ferramenta de fiscalização foi instituído por decreto no início deste mês, sem que o investimento impacte nos valores da tarifa vigente.

 


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo