Regional

08/07/2018 00:31 fonte G1

Prefeitura de Mauá, na Grande SP, decreta estado de calamidade financeira

Com o decreto, cidade dribla lei eleitoral que veta repasses da União e estados aos municípios a partir deste sábado.

Prefeitura de Mauá, na Grande São Paulo, decretou estado de calamidade financeira nesta sexta-feira (6). O decreto diz que a cidade está endividada e que a arrecadação não tem sido suficiente para cobrir as despesas obrigatórias, os programas e ações de governo.

O documento também recomenda às secretarias e autarquias que diminuam gastos e rompam contratos para reduzir despesas.

Nos próximos dias, a prefeitura deve enviar um ofício aos governos federal e estadual pedindo recursos complementares. Pela lei eleitoral, a partir deste sábado (7), fica proibida a transferência de recursos por parte da União e dos estados, a não ser em situações de emergência e calamidade.

A prefeitura ficou fechada durante toda a tarde desta sexta. A prefeitura diz que o decreto de calamidade financeira não prejudica os serviços municipais, mas muitos já estão afetados, como o Hospital Municipal Nardini, que cancelou todas as cirurgias agendadas porem falta de material.

A medida é para garantir que as cirurgias emergenciais possam continuar a ser realizadas

 


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo