Regional

26/04/2018 11:48

Para prevenir contaminação, São Bernardo inicia supressão de árvores em assentamento no Batistini

Espécies serão compensadas por mudas adequadas, com priorização de árvores nativas do bioma da Mata Atlântica

Para garantir a saúde pública e prevenir contaminações, a Prefeitura de São Bernardo, por meio da secretaria de Gestão Ambiental, dará início no próximo sábado (28/04), à supressão de 28 árvores frutíferas situadas no assentamento Jardim das Oliveiras III, no bairro Batistini. A substituição de espécies atende à recomendação da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), que apontaram a necessidade de eliminação de potenciais vetores de contaminação.

De acordo com os órgãos, o contaminante existente no solo do bairro é o BTX, que significa benzeno, tolueno e xileno. Esses compostos orgânicos estão submetidos a transformações bioquímicas e podem emitir gases nocivos à saúde humana. Das 28 árvores transmissoras do resíduo, 12 são goiabeiras, 15 abacateiros e uma mangueira. As espécies que forem suprimidas serão compensadas por mudas adequadas, com priorização de árvores nativas do bioma da Mata Atlântica, por meio de plano de manejo da arborização, que será elaborado junto à comunidade.

As espécies serão removidas das calçadas, de acordo com identificação prévia realizada pelo departamento de licenciamento ambiental. A ação acontecerá das 9h às 12h com coordenação de equipes técnicas das secretarias de Gestão Ambiental e de Serviços Urbanos, que ao lado dos moradores diretamente afetados, elaborarão um plano de manejo em conformidade com o estabelecido pela Cetesb e MP-SP.

"Dentro de um contexto urbano, tão carente de arborização, a remoção da árvore é sempre a última opção. Porém, por se tratar de uma questão de saúde pública, não tivemos outra escolha. Porém, por se tratar de especies exóticas e uma questão de saúde pública, neste caso trata-se da melhor escolha. Agora, iremos nos reunir com a comunidade do Jardim das Oliveiras e discutir o melhor modelo de arborização para o bairro", explicou o secretário de Gestão Ambiental, José Carlos Gobbis Pagliuca.

Na oportunidade, haverá uma roda de conversa, com concentração na Rua Manoel Nunes da Silva, 55, para esclarecer e explicar o procedimento, bem como combinar a elaboração de um plano que atenda às características geológicas e geomorfológicas da região. Também serão observadas as expectativas da comunidade em relação às espécies que serão replantadas. A atividade envolverá ainda procedimentos de Educação Ambiental através de atividades infatis em comemoração ao dia da Terra, e exposição das condições legais.


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo