Mulher

18/05/2015 15:24

Quando ele quer a separação e ela não

Nenhum casal ao se casar pensa em se separar; porém, isto acontece e hoje é bem comum, sendo a solução para muitos desentendimentos, principalmente quando o casal não consegue mais se entender e sustentar a relação de forma harmônica.

O melhor seria que o casal se entendesse pelo menos em relação à separação, pois assim se evitaria uma série de transtornos e maiores desentendimentos que normalmente ocorrem em relação à divisão de bens, pensão e guarda dos filhos, dentre outros. Porém, o que se espera após a separação é que ambos sejam felizes e que consigam reconstruir suas vidas.

Muitas vezes, contudo, um quer a separação e o outro não. Aqui no caso é ela que não aceita que ele quer se separar. Situação muito delicada que requer observação profunda, pois existem muitos conteúdos psicológicos e emocionais envolvidos na questão; neste caso é necessário que a mulher tenha uma visão clara sobre seu casamento, sobre sua postura de não aceitar o pedido de separação e as conseqüências disto. A questão também envolve a situação do que fazer com o casamento após negar ao marido seu pedido de separação. Qual será a postura da mulher perante isto? Quais mudanças ela pretende fazer para continuar com seu casamento? Será que ela está percebendo que sua relação com ele está abalada? Como conviver com o marido sem que ele esteja totalmente entregue na relação? Será que ela considera o fato dele não a amar mais? Será que ela não quer ver que seu casamento já terminou?

São muitas questões envolvidas nesta situação que mostram que ela não está preparada para uma separação, pois existe uma dependência emocional e um apego em relação ao marido, e desta forma, se sustenta na ilusão de que é somente uma crise passageira e que com certeza irá passar.  A maioria das mulheres que passam por uma situação como esta, geralmente pensa que o marido está passando por uma crise existencial e, que necessita de espaço e tempo para retornar ao normal e, com isto, acaba entrando na ilusão de que a situação vai ser resolvida desta forma.

Por trás de cada separação existem questões que a justificam do ponto de vista dos envolvidos, porém, aqui no caso ela não quer aceitá-la preferindo insistir num relacionamento desgastado.  Muitas mulheres têm medo de assumirem a vida sozinhas; de cuidarem dos filhos sem a presença diária do pai; de desapegarem do padrão financeiro e de alguns bens que possuem através do casamento; de aceitarem as mudanças que ocorrerão com a separação; medo da crítica e da opinião da família e amigos; preocupação com sua imagem; auto-culpa; medo de não ser auto-suficiente o bastante para dar conta de suas responsabilidades; medo da solidão dentre muitas outras questões.

A não aceitação da separação é uma das causas que induzem as mulheres à depressão, pela baixa autoestima que esta situação gera, pois a mulher se sente assustada, rejeitada, abandonada e mal amada, mas ainda prefere lutar pelo casamento a aceitar a separação. Porém, quando ele quer a separação e é convicto de sua escolha dificilmente a mulher consegue prendê-lo por muito tempo, por mais difícil que seja ele certamente fará suas malas e irá embora lhe enviando um pedido formal de separação. Desta forma, sinto que o processo emocional, psicológico e físico da mulher fica ainda mais comprometido, pois ela é obrigada a dar a separação mesmo indo contra seus sentimentos.

É necessário, contudo, que a mulher observe e pense em si mesma, pois o que adianta viver com uma pessoa que em seu íntimo sente que a relação está terminada, ou que já está amando outra mulher? É preciso ver de frente a situação e a questão da dependência emocional gerada por apego ao marido, pois isto não é saudável. É importante que a mulher que se encontra nesta situação procure ajuda terapêutica para poder passar pela separação da melhor forma possível e, também, transformar o apego, a insegurança, a mágoa e a baixa estima em lucidez e força para continuar sua vida.

Toda separação gera mudanças e pede desapego e flexibilidade para lidar com as situações que a envolve. A separação é o encerramento de um ciclo que se finda, mas também, abre a oportunidade para um novo ciclo começar na vida do ex-casal. É importante que realmente o ciclo seja encerrado, pois do contrário o novo não terá força para ficar e, assim, sua vida será apenas o fantasma do casamento que já não existe mais.

 

 

Ramy Arany – assistente social, terapeuta comportamental, escritora, coach, consultora, palestrante, autodidata, pesquisadora e desenvolvedora da consciência Especialista na Liderança feminina, no comportamento, em relacionamentos e maternidade. Escritora dos livros Eternamente Ísis – O retorno do feminino ao Sagrado e Visão Gestadora – A visão em teia. Co-fundadora do Instituto KVT e fundadora do KVT Feminino e Sócia Diretora da Inove Soluções em Liderança.

Face: www.facebook.com/kvtfeminino / Site: www.kvtfeminino.com


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo