Mulher

31/03/2015 16:02

Ciúmes: atrapalha ou ajuda?

É comum se dizer que um pouco de ciúmes faz bem ao relacionamento, “apimentando” a relação. Há quem diga, ainda, que todo mundo que ama tem ciúmes e que, portanto ter ciúmes é normal.

Embora o ciúme seja um sentimento comum a todos nós e não somente nas relações amorosas entre casais, pois ele aparece também nas relações em geral, o ciúme tem a ver com os sentimentos de apego, de falta de confiança em si mesmo e no outro. Sendo assim, penso que o ciúme também se apresenta de formas diferentes, é condicional a pessoas e situações, é individual e possui diversos níveis de profundidade, desde mais superficial, “tipo frescurinha” até situações onde se apresentam sintomas de desequilíbrios profundos se tornando uma doença crônica e muito grave.

Há muitas situações de relacionamentos entre casais que acabam por terminar por conta de ciúmes, pois o ciúme é tanto que normalmente a relação não se sustenta se tornando insuportável devido a inúmeras brigas, cobranças e desconfianças por parte daquele que sofre de ciúme.  Deste jeito realmente não há amor que suporte tanta pressão.

Porem o ciúme não aparece somente entre casais, pois há ciúme de mãe para com os filhos, de filhos para com os pais; entre irmãos; entre amigos; para com animais; entre animais; de animal para com seu dono; para com objetos; entre as crianças, dentre outras situações. Seja qual for a situação que se apresente é importante que se avalie a profundidade que o ciúme se manifesta, para que haja condições de ser tratado.

Se você sente ciúmes é importante se auto-observar em relação a isto. Não entre nisto somente para chamar a atenção seja de quem for, pois você poderá estar incentivando uma tendência não positiva que poderá se tornar realmente uma postura ruim de comportamento e sentimento no futuro. Se realmente você ama procure conversar ao invés de cobrar ou de desconfiar.

Lembre-se de que a mente “mente” e a mente de um ciumento é bastante estrategista e muito imaginativa levando-o a pensar coisas absurdas que na realidade o faz sofrer bem como       o outro que é atacado pelo ciúme. O ciúme não é bom em nenhuma situação e em relação a relacionamento afetivo também penso que o ciúme não ajuda em nada, muito ao contrário, ele somente atrapalha, pois ocupa um espaço enorme na relação que poderia ser preenchido de união, paz, compartilhamento, cumplicidade, fidelidade e amor.

Ramy Aranyassistente social, terapeuta comportamental, escritora, coach, consultora, palestrante, autodidata, pesquisadora e desenvolvedora da consciência Especialista na Liderança feminina, no comportamento, em relacionamentos e maternidade. Escritora dos livros Eternamente Ísis – O retorno do feminino ao Sagrado e Visão Gestadora – A visão em teia. Co-fundadora do Instituto KVT e fundadora do KVT Feminino e Sócia Diretora da Inove Soluções em Liderança.

Face: www.facebook.com/kvtfeminino / Site: www.kvtfeminino.com

 


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo