Entretenimento

31/10/2019 00:55 *Esta reportagem foi produzida por estagiários do Curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo

Donos de cachorro têm maior expectativa de vida, de acordo com pesquisa

Ao conviver com um pet, pessoas com problemas cardíacos apresentam até 31% de risco de morte reduzido

É como diz o ditado: o cachorro é o melhor amigo do homem. Em pesquisa feita pela Associação Americana do Coração no início de outubro, foi revelado que ter um cachorro diminui em 24% a chance de mortalidade de uma pessoa. De acordo com a endocrinologista Carolina Kramer, ter um cachorro reduz a chance de morte por qualquer causa. Pessoas que apresentam doenças cardiovasculares, têm o risco de morte reduzido em até 31%.

Muitos compram ou adotam cachorros com a intenção de ter uma companhia e divertimento, como a analista de atendimento Erica Aparecida de Lima, moradora de São Bernardo e dona de um pug e um vira-lata. Erica afirma que a casa sofreu uma grande mudança após a chegada do primeiro cachorro. "A família ficou mais unida, tudo ficou vivo e alegre", conta.  Uma das filhas era bastante tímida e a companhia do cão fez com que a garota se tornasse mais aberta e interativa. “Eu recomendo que todo lar precisa ter um cachorro. É um bichinho muito amigo, companheiro, ensina responsabilidades para o adulto e a criança. Eles entendem seu estado de espírito e são companheiros para todas as horas”.

A analista de atendimento acredita que há uma troca de energia muito boa com os pets. "Existe muito amor e carinho envolvido. Isso nos dá um motivo para seguir em frente em qualquer situação”.

Jaqueline Restivo, estudante de design gráfico, é muito apegada ao pinscher que ela adotou há oito anos. "Ganhamos mais um membro da família". A estudante conta que ter um cão é "ter um novo amigo, alguém que mesmo sem falar, tem muito a dizer e entender".

A veterinária Fernanda Abrantes afirma que um animalzinho de estimação tem influência direta na saúde das pessoas. “O convívio com os pets diminui a ansiedade, o que reduz os níveis de cortisol, conhecido como o hormônio do estresse, um dos fatores responsáveis pelas ocorrências de AVCs e infartos.”

Fernanda também recomenda o contato de animais de estimação com crianças, pois reforça o sistema imunológico e também auxiliam em quadros de depressão. “Quando uma pessoa tem um cão ela passa a ir à parques e praças, fazendo com que haja mais interação no cotidiano.” 

 


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo