Entretenimento

07/11/2019 00:00

Tutor de gato: o que você precisa saber para educar seu felino

Os gatos estão se tornando cada vez mais populares como animais de estimação entre os brasileiros. Apesar dos cachorros continuarem com a preferência, ocupando a primeira posição na escolha, os felinos vêm sendo descobertos a cada ano como excelentes companhias para pessoas de todas as idades.

Para que o seu gato seja o seu melhor amigo por ainda mais tempo e esta relação seja mais proveitosa para as duas partes, é essencial que você esteja preparado para receber este animal de estimação, sabendo educá-lo e oferecendo os cuidados de que ele precisa.

Os primeiros meses de vida

 Muitos dos hábitos de um gato são aprendidos em suas primeiras semanas ou meses de vida. Se ele se acostumará com carinho, proximidade com seres humanas ou até mesmo se ele irá se adaptar à convivência com outros animais, geralmente estão ligados às experiências que ele teve nessa fase de vida.

 É comum que, junto a isso, o gato também tenha sua personalidade. O ponto é: respeite as vontades de seu gato, não deixando de oferecer o carinho e a atenção que normalmente fazem parte da interação entre o tutor e o felino, mesmo que isso signifique restringir o acesso do animal a certos ambientes ou espaços da casa – como móveis altos, janelas, entre outros.

Crescimento do felino

 É normal também que o comportamento do felino mude, dependendo de suas experiências conforme o crescimento. Por exemplo, os gatos que têm fama de mais “corajosos” quando menores, se expostos a poucas situações de contato com outros animais, podem adquirir uma atitude mais retraída.

 Outra maneira de deixar seu gato mais sociável é participando de seus momentos de lazer. Como os felinos já possuem naturalmente um instinto de caça, é comum que eles busquem em sua casa ou apartamento os itens que podem servir como possíveis alvos. Use essa energia para se integrar à brincadeira, fazendo com que seu gato sinta que tem em você um amigo e companheiro.

Os primeiros banhos

 Os gatos têm a fama de não gostarem de banho. No entanto, você pode ver vários vídeos no mundo online de animais como esse que são apaixonados pela água. O segredo muitas vezes está na forma em que os primeiros banhos são dados, evitando possíveis traumas.

 Um erro comum é dar um banho completo logo nas primeiras vezes. Uma vez que o gato nunca passou por essa experiência, ao ficar contido por vários minutos contra sua vontade, ele se tornará mais arisco a todo o processo, associando o banho a algo odiável.

 O melhor método, portanto, é fazer com que o gato se acostume às fases do banho gradativamente. Antes de molhá-lo por completo, por exemplo, lave-o em partes - por menores que elas sejam enquanto ele ainda é filhote. Mostre que a toalha e o secador não fazem mal, permitindo que ele crie confiança nesses itens.


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo